O que aprendi com o cinema (Oscar 2011), parte III

É tempo de Oscar. Tempo de comprar pipoca, fazer apostas, torcer pelo seu filme. Para alguns, como eu, Oscar é coisa séria. Eu realmente acredito que aquilo não é armado e torço que nem um louco. Ano passado vibrei alto demais com a vitória de O Segredo dos Seus Olhos, que comentei no post anterior. Pois bem. Venho por meio desta missiva dar minha contribuição para a discussão pré-Oscar.

Na categoria melhor filme, creio que haja problemas para a Academia. É um ano forte, de filmes bons, mas que nenhum é uma produção tão enorme e tão cara que  se torne “obrigatoriamente premiável”. Assisti a todos e devo dizer de antemão que: o melhor filme é Cisne Negro, mas obviamente não irá ganhar (porque é muito bom), em detrimento de O Discurso do Rei ou A Rede Social. Aposto em A Rede Social porque O Discurso do Rei é limitado tematicamente e britânico até o último fio de cabelo; já o filme de David Fincher sobre a criação do Facebook, além de ser uma excelente obra, possui um roteiro fortíssimo, uma base ideológica americaníssima e traz um tema atual, fresco, ou seja, tudo o que a Academia tem premiado ultimamente. Gostei muito de ambos os filmes, mas lembro de ter ficado mais empolgado na saída do segundo. Continuando, devo salientar que: 1) Não sei o que 127 horas e Bravura Indômita estão fazendo na lista de indicados. O primeiro é simplesmente decepcionante e banal, e o segundo é aquele show de reacionarismo americano típico dos irmãos Coen. 2) Não deixem de assistir a Minhas Mães e Meu Pai e Inverno da Alma (belíssimas surpresas), bem como A Origem (divertido e intrigante como uma boa revista de problemas de lógica) e O Vencedor (comentarei em outras categorias). 3) Toy Story 3… Bom, não é um Up-Altas Aventuras, mas vai levar fácil melhor animação.

Cisne Negro, a obra-prima definitiva de Darren Aronofsky

Na categoria melhor diretor, tenho dúvidas entre David Fincher (A Rede Social) e Darren Aronofsky (Cisne Negro). Qualquer um dos dois que ganhar será justo, mas aposto em Fincher.

Oscar de melhor ator é Colin Firth por O Discurso do Rei sem titubeação. No de melhor atriz, aposto em Natalie Portman, mas cuidado aos desavisados com a Annete Bening por Minhas Mães e Meu Pai, porque a Academia pode tentar rever a injustiça de ainda não ter lhe dado nenhuma estatueta – Salientando ainda que Annete vem de um Globo de Ouro pelo papel.

A Rede Social, minha aposta para Oscar de melhor filme

Categoria melhor ator coadjuvante: aposto veementemente em Geoffrey Rush, por O Discurso do Rei, apesar de gostar demais da atuação de Christian Bale em O Vencedor. Para melhor atriz coadjuvante eu aposto em Melissa Leo por O Vencedor (na minha opinião a única estatueta com endereço certo, já que o Colin Firth, numa eventualidade, pode perder pro Javier Bardem). Mas quero também fazer calorosos elogios às atuações de Amy Adams, que vem crescendo muito, muito mesmo, além de ser um encanto, parecendo ter 21 anos quando, na verdade, tem 36; e também à Helena Bonham Carter, que, considerando sua filmografia, fez um papel “anormal”.

Melhor roteiro original é, este ano, uma loteria. Mas se eu fosse apostar em algum (e vou), apostaria em Minhas Mães e Meu Pai porque gostaria que as pessoas prestassem atenção ao tema de que ele trata, mas acho que no fim ganhará  O Discurso do Rei. No Oscar de melhor roteiro adaptado, devo afirmar minha predileção pessoal por O Inverno da Alma, mas aposto com veemência na vitória de A Rede Social, cujo roteiro foi concebido por Aaron Sorkin, para o qual a crítica tem feito reverência. De fato, é um roteiro atordoante e você nem sente as duas horas de filme, e ainda pede mais. É realmente incrível.

Colin Firth e Geoffrey Rush: duas atuações antológicas em O Discurso do Rei

Melhor longa-metragem de animação: obviamente, Toy Story 3, que é, afinal, um excelente filme para pequenos e grandões. Melhor direção de arte: aposto em Alice no País das Maravilhas. Melhor fotografia: apesar de estar torcendo com fervor para a fotografia de Cisne Negro, a Academia provavelmente premiará Bravura Indômita ou A Rede Social. Melhor figurino aposto em Alice no País das Maravilhas, apesar de estar longe de ser um especialista nisso.

Não assisti a nenhum filme da categoria de melhor documentário de longa-metragem e só assistirei ao que ganhar. Lixo Extraordinário me parece ser um remake do Estamira, de 2006, que não me empolgou nem um pouquinho, mas com um foco diferente. Se e somente se ele ganhar, eu assisto. Melhor edição com certeza absoluta irá para A Rede Social, e isso tem tudo a ver com o Oscar de melhor roteiro adaptado, que eu já comentei ali em cima.

Dos filmes indicados a melhor filme de língua estrangeira, assisti apenas a Biutiful, que adorei com louvor. Mas parece que estão todos inclinados a dar a estatueta para o dinamarquês In a Better World. Ganhando o primeiro, vou gritar que nem no ano passado, dessa vez com uma faixa escrito: “Javier Bardem, você fez bem mais do que casar com a Penélope Cruz.”

In a Better World, favorito na corrida pelo Oscar de melhor filme estrangeiro

Melhor trilha sonora original eu daria para O Discurso do Rei, mas, como não sou especialista, diria que tudo pode acontecer.

Espero ter contribuído para os preparativos da festa cinematográfica mais esperada do ano. Boa parte dos filmes que citei acima estão disponíveis nos sites de download do canto superior direito do blog, mas se você tiver tempo e/ou dinheiro, vá ver no cinema. Você só tem a ganhar.

Anúncios

2 comentários sobre “O que aprendi com o cinema (Oscar 2011), parte III

  1. Ainda bem que você concorda com quase tudo, pois espero apostar umas cervejas contigo domingo. Hahahaha

    Torço pelo Bale, mas acho que o velhote leva.

    Abração, bicho!

  2. Concordo com quase tudo. Acho que O Discurso do Rei faz muito mais sentido para os ingleses que para os americanos, assim como ocorreu o inverso ano passado com os caras da bombas.

    Assisti novamente a Bravura Indômita e até achei melhorzinho.

    Talvez o Bale surpreenda no coadjuvante. Vamos ver!

    Abraços

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s